Quem tem Cidadania Italiana tem melhores oportunidades de trabalho na Europa. Confira esta e outras vantagens que garantem a qualidade de vida de quem se torna cidadão.

Fazer a vida na Europa é o sonho de muitos brasileiros. Devido a quantidade de pessoas com descendência italiana no Brasil, a Itália é um dos destinos favoritos.

Mas para viver legalmente em outro país, é preciso cumprir exigências muitas vezes caras e burocráticas. Por isso, esse sonho fica muito mais próximo da realidade para quem tem a Cidadania Italiana.

Diferença entre ter Cidadania Italiana e viver legalmente

Existe uma diferença entre ter a Cidadania Italiana e apenas viver legalmente no país. Mas ambos são necessários para que a estadia na Itália seja segura.

Quem não possui descendência também pode entrar na Itália para estudar ou trabalhar. Com o tempo, é possível renovar a autorização e até solicitar a Naturalização.

Pois é, cidadãos da União Europeia que vivem legalmente na Itália há pelo menos 4 anos podem solicitar a Naturalização. Para quem é estrangeiro, como brasileiros, é preciso estar há 10 anos legalmente no país para fazer o processo.

Em todos estes casos, a pessoa que vive legalmente na Itália tem a oportunidade de trabalhar e receber um salário compatível com suas habilidades e necessidades. Ainda assim, os benefícios são maiores para quem tem a Cidadania Italiana.

Você possui descendência italiana e pensa em começar o processo de cidadania? Então este artigo vai lhe dar mais certeza sobre essa decisão. Veja agora as vantagens que a Cidadania Italiana oferece, principalmente no quesito trabalho.

Mais oportunidades de trabalho para quem tem Cidadania Italiana

Quem possui Cidadania Italiana goza dos mesmos direitos civis de quem nasceu na Itália. Afinal, é considerado igualmente italiano. Sendo assim, as vantagens se refletem na busca por melhores vagas de emprego.

Mesmo que você tenha curso superior reconhecido, pode não conseguir atuar na sua área por não ser cidadão italiano. Pelo menos, não logo que chegar no país ou sem uma boa recomendação. Pode parecer injusto, mas os cargos que exigem qualificação técnica costumam ser prioridade dos cidadãos.

Quando você só possui autorização (e não Cidadania) para trabalhar na Itália é visto de forma diferente. Os empregadores podem achar mais arriscado contratar quem não é cidadão.

Infelizmente, você também corre o risco de lidar com contratantes um pouco desinformados, que acham que você é menos capacitado por ter vindo do 3º mundo. Não é regra, mas acontece, reduzindo as oportunidades. É preciso estar preparado para lidar.

Além disso, há mais burocracia para contratar um estrangeiro. Nem todos os contratantes estão dispostos.

Melhores cargos nas grandes empresas

Quem tem Cidadania Italiana usufrui de maior oferta de cargos e em empresas de maior porte. Além disso, sendo cidadão é mais fácil se candidatar a vagas em outros países da União Europeia.

As multinacionais valorizam candidatos com dupla cidadania. Acreditam que estas pessoas estão mais conectadas e atualizadas, contribuindo na diversidade cultural. Comprovando sua capacidade, as portas se abrem para cargos melhores.

Nesse aspecto, as empresas de grande porte também dão preferência a pessoas que possam viajar fora do país se for necessário. Sendo assim, é vantagem ter dupla cidadania por causa do passaporte europeu.

Salários na Itália

O salário mínimo na Itália é variável, e não fixo como no Brasil. Existe uma média de mercado que considera a região, o cargo (por sindicatos) e o nível de qualificação. Basicamente, vai depender do acordo entre contratante e contratado.

Mas para ter uma média, o salário para cargos que não exigem qualificação formal varia de 600 a 1000 Euros mensais. Aumenta um pouco, para cerca de 1100-1400 Euros, com qualificação média. Já para profissionais técnicos fica em torno de 1500-1800 Euros.

Assim como no Brasil, alguns cargos recebem os salários mais altos, entre 2000 e 5000 Euros. Normalmente são para médicos, engenheiros, advogados, contabilistas, etc.

E também como funciona no Brasil, o salário vai ser mais baixo quando o profissional entra na empresa. E pode subir conforme fica mais experiente e se qualifica. Cada caso é um caso, por isso, essa média é bastante variável.

Outra curiosidade: o pagamento não necessariamente é mensal. Pode ser semanal ou quinzenal, conforme o acordo que fizer. O 13º, férias e outros benefícios são comuns. E alguns contratantes chegam a oferecer o 14º, pago em julho.

Como a saúde, educação e segurança são gratuitas e de boa qualidade, o cidadão italiano não precisa incluir estes custos mensais no orçamento. Mas precisa controlar seu custo de vida e se preocupar com a qualificação profissional para ter uma vida tranquila.

Outras vantagens de ter Cidadania Italiana

Cidadania Italiana para quem quer trabalhar

Não é apenas nas questões de trabalho que há mais vantagens para quem tem Cidadania Italiana. Também para viajar, estudar, comprar e utilizar serviços dentro e fora do país. Veja um pouco sobre estes aspecto.

Poder viajar sem visto

Se tiver Cidadania Italiana você também terá passaporte italiano. Assim, poderá viajar por toda a União Europeia sem precisar de visto. Essa tranquilidade se estende a outros 144 países como Estados Unidos, Japão e Canadá.

Usar serviços públicos e ter menos burocracia

Na Itália há educação e saúde gratuitas e de qualidade para os cidadãos. Assim, não é preciso incluir estes custos no orçamento.

Ainda com relação aos estudos: Quando você tem Cidadania Italiana é muito mais simples estudar em outros países da União Europeia. E mesmo nas universidades pagas, os valores são mais baixos para quem é cidadão.

A facilidade se estende quanto a passar por menos burocracias. Seja para vagas de emprego ou aquisição de imóveis e automóveis.   

E então, está pronto para mudar de vida? A preparação é longa e precisa de muita reflexão. Mas com informação e apoio de serviços especializados, como a EuroItaly oferece, o sonho começa a ganhar forma. Entre em contato e descubra como podemos lhe ajudar!

Rolar para cima